Jornal de Pediatria Jornal de Pediatria
J Pediatr (Rio J)2017;93:406-12 DOI: 10.1016/j.jpedp.2017.02.005
Artigo Original
The association between healthy lifestyle behaviors and health‐related quality of life among adolescents
Associação entre comportamentos de estilo de vida saudável e a qualidade de vida relacionada à saúde entre adolescentes
José J. Murosa,, , Federico Salvador Pérezb, Félix Zurita Ortegac, Vanesa M. Gámez Sánchezb, Emily Knoxd
a Universidad de Granada (UGR), Facultad de Farmacia, Departamento de Nutrición y Bromatología, Granada, Espanha
b Universidad de Granada (UGR), Facultad de Educación, Departamento de Didáctica y Organización Escolar, Granada, Espanha
c Universidad de Granada (UGR), Facultad de Ciencias de la Educación, Departamento de Didáctica de la Expresión Musical, Corporal y Plástica, Granada, Espanha
d School of Health Sciences, University of Nottingham, Nottingham, Inglaterra
Recebido 18 Julho 2016, Aceitaram 13 Outubro 2016
Resumo
Objetivo

O objetivo desta pesquisa foi examinar a associação entre o índice de massa corporal, a atividade física, a adesão à dieta mediterrânea e a qualidade de vida relacionada à saúde em uma mostra de adolescentes espanhóis.

Método

O estudo envolveu 456 adolescentes entre 11 e 14 anos. Eles preencheram questionários sobre a dieta mediterrânea (Kidmed), atividade física (Questionário de Atividade Física para Crianças mais velhas, PAQ‐C) e qualidade de vida (Kidscreen‐27). Foi calculado o índice de massa corporal. Análises de regressão linear hierárquica foram usadas para determinar se a qualidade de vida relacionada à saúde pode ser prevista pelas variáveis medidas. As variáveis foram introduzidas de forma gradual com a dieta mediterrânea na primeira etapa, índice de massa corporal na segunda etapa e atividade física na terceira.

Resultados

A dieta mediterrânea representou 4,6% da variância na qualidade de vida relacionada à saúde dos adolescentes e uma maior adesão à dieta mediterrânea foi preditiva de maiores escores de qualidade de vida relacionados à saúde. O índice de massa corporal representou um adicional de 4,1% de variância e um maior índice de massa corporal foi preditivo de menores escores de qualidade de vida relacionada à saúde. Por fim, a atividade física representou um adicional de 11,3% da variância e um maior nível de atividade física foi associado a maiores escores de qualidade de vida relacionada à saúde. Juntas, essas variáveis representam 20% da variância na qualidade de vida relacionada à saúde dos adolescentes.

Conclusões

A atividade física, o índice de massa corporal e a adesão à dieta mediterrânea são importantes componentes para considerar ao visar melhorias na qualidade de vida relacionada à saúde dos adolescentes, a atividade física é o componente com maior influência.

Abstract
Objective

The aim of this research was to examine the association between body mass index, physical activity, adherence to the Mediterranean diet, and health‐related quality of life in a sample of Spanish adolescents.

Method

The study involved 456 adolescents aged between 11 and 14 years. They completed questionnaires on the Mediterranean diet (KIDMED), physical activity (Physical Activity Questionnaire for Older Children [PAQ‐C]), and quality of life (KIDSCREEN‐27). Body mass index was calculated. Hierarchical linear regression analyses were used to determine whether health‐related quality of life could be predicted by the measured variables. The variables were analyzed in a stepwise manner, with Mediterranean diet entered in the first step, body mass index in the second, and physical activity in the third.

Results

Mediterranean diet accounted for 4.6% of the variance in adolescent's health‐related quality of life, with higher adherence to the Mediterranean diet predicting higher health‐related quality of life‐scores. Body mass index accounted for a further 4.1% of the variance, with a higher body mass index predicting lower health‐related quality of life scores. Finally, physical activity explained an additional 11.3% of the variance, with a higher level of physical activity being associated with higher health‐related quality of life scores. Together, these variables explained 20% of the variance in the adolescents’ health‐related quality of life.

Conclusions

Physical activity, body mass index, and adherence to the Mediterranean diet are important components to consider when targeting improvements in the health‐related quality of life of adolescents, with physical activity representing the component with the greatest influence.

Keywords
Quality of life, Physical activity, Mediterranean diet, Body mass index
Palavras‐chave
Qualidade de vida, Atividade física, Dieta mediterrânea, Índice de massa corporal
J Pediatr (Rio J)2017;93:406-12 DOI: 10.1016/j.jpedp.2017.02.005