Jornal de Pediatria Jornal de Pediatria
J Pediatr (Rio J)2017;93:246-52 DOI: 10.1016/j.jpedp.2016.12.001
Artigo Original
Rapid antigen detection test for respiratory syncytial virus diagnosis as a diagnostic tool
Teste rápido de detecção de antígenos para o diagnóstico do Vírus Sincicial Respiratório como ferramenta de diagnóstico
Flávio da Silva Mesquitaa, Danielle Bruna Leal de Oliveiraa,, , Daniela Cremab, Célia Miranda Nunes Pinezb, Thaís Cristina Colmanettia, Luciano Matsumia Thomazellia, Alfredo Elias Gilioc, Sandra Elisabeth Vieirac, Marina Baquerizo Martinezb,d, Viviane Fongaro Botossoe, Edison Luiz Durigona
a Universidade de São Paulo, Instituto de Ciências Biomédicas, Departamento de Microbiologia, São Paulo, SP, Brasil
b Universidade de São Paulo, Hospital Universitário, Laboratório Clínico, São Paulo, SP, Brasil
c Universidade de São Paulo, Hospital Universitário, Divisão de Pediatria, São Paulo, SP, Brasil
d Universidade de São Paulo, Escola de Ciências Farmacêuticas, São Paulo, SP, Brasil
e Instituto Butantan, Laboratório de Virologia, Divisão de Desenvolvimento Científico, São Paulo, SP, Brasil
Recebido 26 Outubro 2015, Aceitaram 19 Junho 2016
Resumo
Objetivo

Avaliar o teste QuickVue® RSV Test Kit (QUIDEL Corp, CA, EUA) para o diagnóstico rápido do vírus sincicial respiratório em crianças com doença respiratória aguda, comparandoo com a imunofluorescência indireta como padrão ouro. Visto que, no Brasil, testes rápidos para detecção de antígenos para vírus sincicial respiratório não são rotineiramente utilizados como ferramenta de diagnóstico, exceto para Dengue e Influenza.

Métodos

Um total de 486 amostras de aspirado de nasofaringe de crianças menores de 5 anos com doença respiratória aguda, coletadas entre dezembro de 2013 e agosto de 2014, foram analisadas por imunofluorescência e pelo teste QuickVue®. Amostras com resultados discordantes entre os métodos foram submetidas a PCR em tempo real e sequenciamento.

Resultados

Das 313 amostras positivas por IFI, 282 foram positivas no teste rápido (90%), 2 amostras foram positivas apenas no teste rápido (0.6%), 33 apenas na imunofluorescência (10.5%) e 171 foram negativas em ambos os métodos. As 35 amostras com resultados discordantes foram testadas por PCR em tempo real, sendo que duas que foram positivas apenas no teste rápido e 5 apenas na imunofluorescência confirmaram‐se positivas. Não houve relação entre a ausência de positividade no teste QuickVue® com a carga ou com a cepa viral. O teste QuickVue® mostrou sensibilidade de 90.1%, especificidade 98.9%, valor preditivo positivo 99.3%, valor preditivo negativo de 94.6%, acurácia de 93.2% e índice de concordância de 0.85 em comparação à imunofluorescência.

Conclusões

Nosso estudo demonstrou que o teste QuickVue® RSV pode ser efetivo na detecção precoce do vírus sincicial respiratório em amostras de aspirado de nasofaringe e é confiável como uma ferramenta de diagnósticos em pediatria.

Abstract
Objective

The aim of this study was to evaluate the QuickVue® RSV Test Kit (QUIDEL Corp, CA, USA) as a screening tool for respiratory syncytial virus in children with acute respiratory disease in comparison with the indirect immunofluorescence assay as gold standard. In Brazil, rapid antigen detection tests for respiratory syncytial virus are not routinely utilized as a diagnostic tool, except for the diagnosis of dengue and influenza.

Methods

The authors retrospectively analyzed 486 nasopharyngeal aspirate samples from children under age 5 with acute respiratory infection, between December 2013 and August 2014, the samples were analyzed by IFI and QuickVue® RSV Test kit. Samples with discordant results were analyzed by RT‐qPCR and nucleotide sequencing.

Results

From 313 positive samples by immunofluorescence assays, 282 (90%) were also positive by the rapid antigen detection test, two were positive only by rapid antigen detection test, 33 were positive only by immunofluorescence assays, and 171 were positive by both methods. The 35 samples with discordant results were analyzed by RT‐qPCR; the two samples positive only by rapid antigen detection test and the five positive only by immunofluorescence assays were also positive by RT‐qPCR. There was no relation between the negativity by QuickVue® RSV Test and viral load or specific strain. The QuickVue® RSV Test showed sensitivity of 90%, specificity of 98.8%, PPV of 99.3%, and negative predictive value of 94.6%, with accuracy of 93.2% and agreement κ index of 0.85 in comparison to IFA.

Conclusions

This study demonstrated that the QuickVue® RSV Test Kit can be effective in early detection of Respiratory syncytial virus in nasopharyngeal aspirate and is reliable for use as a diagnostic tool in pediatrics.

Keywords
Respiratory viruses, Respiratory syncytial virus – RSV, Rapid antigen detection test – RADT
Palavras‐chave
Viroses Respiratórias, Virus Sincicial Respiratório – VSR, Teste Rápido de Detecção de Antígeno – TRDA
J Pediatr (Rio J)2017;93:246-52 DOI: 10.1016/j.jpedp.2016.12.001