Jornal de Pediatria Jornal de Pediatria
J Pediatr (Rio J)2018;94:162-9 DOI: 10.1016/j.jpedp.2017.09.001
Artigo Original
Factors associated with parental underestimation of child's weight status
Fatores associados à subestimação do status do peso da criança pelos pais
Sarah Warkentina,, , Laís A. Maisa, Maria do Rosário D.O. Latorreb, Susan Carnellc, José Augusto A.C. Taddeia
a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Departamento de Pediatria, Disciplina de Nutrologia, São Paulo, SP, Brasil
b Universidade de São Paulo (USP), Faculdade de Saúde Pública, Departamento de Epidemiologia, São Paulo, SP, Brasil
c Johns Hopkins University School of Medicine, Department of Psychiatry and Behavioral Sciences, Division of Child & Adolescent Psychiatry, Baltimore, Estados Unidos
Recebido 18 Novembro 2016, Aceitaram 08 Março 2017
Resumo
Objetivo

Analisar a prevalência de percepção errônea dos pais sobre o status do peso infantil e identificar fatores socioeconômicos, antropométricos, comportamentais e dietéticos associados à subestimação.

Método

Trata-se de um estudo transversal. Os dados foram coletados em 14 escolas particulares brasileiras. Pais de crianças de dois a oito anos de idade (n=976) preencheram um questionário autoaplicável sobre sua percepção do estado nutricional do seu filho e informações sociodemográficas, antropométricas, comportamentais e dietéticas. Para medir o grau de concordância entre a percepção dos pais do peso do filho e o peso real do filho, estimamos o coeficiente Kappa e investigamos as associações entre subestimação do pai e variáveis independentes, calculamos o qui-quadrado seguido do modelo de regressão logística múltipla considerando p≤0,05 para significância estatística.

Resultados

Em geral, 48,05% dos pais classificaram incorretamente o peso de seus filhos; particularmente, 45,08% subestimaram o peso do seu filho e apenas 3% subestimaram o peso infantil. A regressão logística demonstrou que as crianças com maior índice de massa corporal (OR=2,03; p<0,001) e os meninos (OR=1,70; p<0,001) tinham maior probabilidade de ter seu peso subestimado pelos pais.

Conclusão

Médicos clínicos devem concentrar suas intervenções nessas crianças para ajudar os pais a avaliar corretamente o seu peso. A consciência dos pais sobre um problema de peso em crianças é essencial para a prevenção e tratamento da obesidade infantil e estilos de vida saudáveis.

Abstract
Objective

The aim of this study was to examine the prevalence of parental misperception of child weight status, and identify socioeconomic, anthropometric, behavioral and dietary factors associated with underestimation.

Method

Cross‐sectional study. Data was collected in 14 Brazilian private schools. Parents of children aged 2–8 years (n=976) completed a self‐reported questionnaire assessing their perception of their child's weight status, and sociodemographic, anthropometric, behavioral and dietary information. To measure the agreement between parental perception about child weight status and actual child weight status, the Kappa coefficient was estimated, and to investigate associations between parental underestimation and independent variables, chi‐squared tests were performed, followed by multiple logistic regression, considering p0.05 for statistical significance.

Results

Overall, 48.05% of the parents incorrectly classified their child's weight. Specifically, 45.08% underestimated their child's weight status, with just 3% of parents overestimating. Children with higher body mass index (OR=2.03; p<0.001) and boys (OR=1.70; p<0.001) were more likely to have their weight status underestimated by parents.

Conclusion

Since awareness of weight problems is essential for prevention and treatment, clinical practitioners should help parents at high risk of misperception to correctly evaluate their child's weight status.

Keywords
Weight perception, Pediatric obesity, Parent–child relations, Overweight, Child
Palavras‐chave
Percepção de peso, Obesidade pediátrica, Relações pai‐filho, Sobrepeso, Criança
J Pediatr (Rio J)2018;94:162-9 DOI: 10.1016/j.jpedp.2017.09.001